sexta-feira, 14 de maio de 2010

Contos - E Foi Assim (7)

Meu tio estava muito nervoso, e derrepente, um silêncio... Minha tia abriu os olhos, bebeu um pouco de água. Meu primo João, falou que podíamos conversar em paz, sem tumultos. Acalmou minha tia, e meu tio. Foi ai que Marcela explicou tudo, eles escutaram quietos. Quando ela acabou de falar, meu tio olhou pra mim e disse: "Jùlia, é isso que você escolhe pra sua vida?" Eu respondi que sim, que eu a amava.
Ele virou pra mim, friamente e disse: "aqui você não pode mais ficar, não vou conviver com essa coisa vergonhosa". Eu fiquei sem chão, Marcela então disse: "ela ficará comigo pode deixar, amor vai pegar suas coisas". Minha tia ficou calada.
Eu peguei minha roupa, documentos, abracei João, que estava triste. Já os tios e Maurício nem olharam mais pra mim, deram as costas.
Fomos pro sitio, chegando lá, Marcela explicou pro pessoal que tinha que ir embora, que ia antecipar o final das férias! Lurdes, se despediu de nós. Partimos. 
Marcela morava sozinha, era independente. Me levou pro apartamento dela. Chegamos bem cansadas. Ela pediu uma pizza pra nós, já era tarde. Comemos, conversamos um pouco, eu tava assustada, apreensiva. Ela me acalmava, deitou minha cabeça em seu peito e adormecemos...


Continua....................


Artigos Relacionados

0 comentários:

Postar um comentário