sexta-feira, 2 de abril de 2010

Contos - O QUE HÁ, MEU CORAÇÃO? 7

Logo cedo levantei, nem tomei café direito, fui na casa dela. Ela ainda dormia, a mãe dela estranhamente, não deixou eu entrar, disse pra mim voltar outra hora. Voltei pra casa, esperei um pouco liguei pro cel dela, ela estava diferente, com a voz triste, eu perguntei "amor o que houve? o que tá acontecendo?" Ela desconversou, disse que tava se arrumando pra voltar ao médico. Mandou um beijo e desligou. Minha mãe me chamou pra ir as compras, eu fui. Mas o pensamento distante, preocupada com ela.
Chegamos das compras, eu tomei um banho, almocei, fui pro meu quarto, tinha prova na facul a noite, mas eu não tinha cabeça pra estudar. Ela me ligou, me chamando pra ir vê-la. Eu fui, ela me abraçou tão fortemente, me beijou, disse que estavamos a pouco tempo, mas ela ja me amava. Começou a chorar, e eu sem entender, ela disse que não queria me fazer sofrer, que o melhor sería-mos nos afastar. Eu sem entender perguntei o porque, ela só chorava, foi quando pegou os papéis dos exames, e chorando me disse o resultado, havia sido encontrado um coágulo em seu cérebro, numa região muito delicada, e o médico não deu muitas esperanças. Meu chão caiu. Eu não podia acreditar naquilo. Uma coisa eu sabia, que eu lutaria ao lado dela até o fim, que não a abandonaria por nada e nem por ninguém. A abracei e disse pra ela, que eu a amava, e que isso não era motivo pra mim abandoná-la. Choramos. E eu disse a ela, que não havia nada impossível para Deus, que iríamos vencer essa doença, que ela ficaria curada. Nos amamos, dormimos bem juntinhas, e nosso amor fazia a gente esquecer de tudo, nosso amor era mais forte que qualquer doença. Ela dormiu em meus braços.

Continua.........................




Artigos Relacionados

2 comentários:

lotus disse...

Está ficando mais intenso. Adoro isso.
beijos!
Boa noite!

2 de abril de 2010 20:13
lucimara disse...

dri, to mando isso... cara eu sabia q tu escondia o jogo... vou contar pra todo mundo q tenhu uma amiga escritora!!!!

3 de abril de 2010 19:00

Postar um comentário