sábado, 10 de abril de 2010

Contos - E tudo se fez novo 2

Thaís organizou tudo numa verdadeira perfeição. Era super dedicada, mas as vezes eu notava ela um pouco triste e distante. Certo dia resolvi chamá-la pra conversar. Perguntei se ela estava passando algum problema, ela ficou tímida, mas eu disse pra ela confiar, que poderia se abrir comigo. Eu queria ajudá-la. Ai ela se abriu, disse que estava sendo vítima de preconceito, por ser negra. Ela e seus pais estavam sendo humilhados pelos moradores do condomínio onde moravam. E começou a chorar. Caramba, eu queria ajudá-la de alguma forma. Disse a ela que a indiferença a eles era a melhor coisa, e poderia denunciar também. Ela me disse que os pais eram sem instrução, o pai trabalhava pesado, a mãe também, haviam adquirido a casa, por herança de um tio. E os moradores, a maioria de posses, zombavam deles, tinha aqueles jovens filhinhos de papai, que os humilhavam, e os pais nada faziam, ainda ajudavam. Que revolta eu senti.
Na saída, fiz questão de levá-la em casa. Queria ver se algum idiota , iria mexer com ela. Chegamos na entrada do condomínio, tava deserto, só o vigia. Ela me chamou pra entrar, conhecer os pais dela. Eu fui, foram tão simpáticos, que família linda! A mãe dela me ofereceu café com biscoitos feitos  por ela mesma. E o pai, que senhor bacana, contando histórias da roça, onde haviam morado. Mas já era tarde, eu precisava ir, mas tive que prometer que voltaria, rs.
Thaís foi comigo até o portão, quando nos despedimos, sem querer nossos lábios quase se tocaram, ficamos vermelhas, pedi desculpas, ela também, que situação!!

Continua.............................


Artigos Relacionados

0 comentários:

Postar um comentário