segunda-feira, 29 de março de 2010

Contos - O QUE HÁ, MEU CORAÇÃO? 5

Ela já me esperava, estava linda como sempre!!! pegamos um táxi e fomos ao pão-de-açúcar. Chegando lá, eu peerguntei se ela tinha medo de alturas, rs pra que, ela disse que o nome dela era adrenalina pura!! Subimos, pegamos o bonde, tiramos muitas fotos, e ainda levamos cantadas dos gringos, rsrs.
Descemos, almoçamos, pegamos um táxi, no caminho ela veio suussurando em meu ouvido, o quanto que ela me queria, me chamou pra dormir na casa dela. O motorista já tava cismado , olhando pelo retrovisor, enfim chegamos em casa. A mãe dela, ainda a chamou pra ir no salão de beleza para acompanhá-la, eu fui pra casa.
Minha mãe perguntou sobre o passeio, eu disse como tinha sido. A noite fui pra casa dela. A mãe dela estava vendo tv, sentamos na sala, e passou uma reportagem sobre homossexualismo, pra que, a mãe dela começou falar barbaridades, disse que aquilo era pouca vergonha, o fim do mundo, que era inaceitável. Eu gelei, fiquei completamente, sem palavras. Mas eu sabia que tudo aquilo que eu sentia, não era pouca vergonha. Era real. Ela vendo que eu tava sem jeito, me chamou pra subir, e fomos.
No quarto ela ligou numa música romantica, colocou baixinho, me chamou pra dançar. Me abraçou, seu rosto ficou bem junto do meu e ela falava baixinho em meu ouvido, "te quero". nos beijamos, mas uma vez estava eu envolvida, naquele jogo de sedução! e era bom. Passamos a noite, em meio ao amor e aos carinhos, dormimos juntinhas. Acordei, ela não tava do meu lado, estava no colchonete esticado no chão, fui até ela, acordei com beiijos e carinhos, ela disse que tava amanhecendo, e não podia, deixar que a mãe dela desconfiasse, eu já tinha visto como era a fera rs.
Descemos, fomos pro café, na mesa ela se levantou pra pegar uma fruta, quando derrepente, se sentiu mal e desmaiou....

Continua................


Artigos Relacionados

1 comentários:

lotus disse...

Nossa que tensão!
O que vem agora?
Vou esperar para ver.
:)

30 de março de 2010 08:33

Postar um comentário